Pesquise aqui

REDE PONTOCOM DE RÁDIO

26 de setembro de 2015

TURMALINA – CÂMARA ENTREGA TÍTULOS PARA CIDADÃOS HONORÁRIOS.

Na noite desta sexta-feira (25) a Câmara Municipal de Turmalina entregou 05 títulos de cidadania honorária. Os novos turmalinenses receberam uma homenagem especial no plenário da casa.


Abaixo, você tem o perfil de cada um dos cinco homenageados, por ordem de entrega dos títulos. A ordem de entrega foi definida de acordo com as datas de cada um dos projetos que contemplam esses 05 homens (que mesmo tendo nascido em outra cidade) ajudam a escrever a história do município. 

GERALDO MAGELA DE CASTRO 


Geraldo Magela de Castro nasceu em Onça do Pitangui em 1950. Vindo de família humilde, o pequeno Geraldo Magela gostava de brincadeiras extravagantes e perigosas. Não gostava de estudar e dizia que a escola lhe tirava o tempo para trabalhar. Formou-se tardiamente no primeiro grau, mas desde cedo veio batalhando incansavelmente para atingir a sua liberdade financeira. 

Perseguindo o crescimento pessoal Geraldo Magela lutou muito em serviços braçais, mas pouco conseguiu. Em 1967 mudou-se para BH, tomando um novo rumo em prol dos seus ideais. Trabalhou em bares, lanchonetes, banca de jornal e outros serviços sem nenhuma perspectiva de sucesso. Um belo dia, o desinteresse pela escola cobrou o seu preço, obrigando Geraldo Magela a retomar os estudos. Formou-se em Contabilidade e logo foi contratado pela Brasilit, onde atuou até o ano de 1982.  Através da empresa ele teve a oportunidade de se graduar-se pela Universidade La Salle da Argentina.

Casou-se com Vitória Evangelista de Castro, com a qual tem 03 filhos. Cristiane Naísa, Rafael Henrique e Carlos Gustavo. Apesar do medo e da insegurança provocados pelo novo desafio, Geraldo Magela acompanhado da sua esposa e dos filhos pequenos desembarcou em Turmalina, onde fincou raízes permanecendo até os dias de hoje. De acordo com as irmãs Faustina e Luisa, “ele nunca pensa em si próprio, dá a sua vida pela sua família e todos os que o rodeiam, sem exceções”. Na imagem acima, Magela recebe os título das mãos do ex-presidente da câmara jadilson de Jesus Cordeiro.

OMAR TEIXEIRA LAMEGO 


Omar Teixeira Lamego é filho de Sebastião Teixeira Lamego e Placidina Teixeira da Silva. Casado com Berenice Lorentz é pai de Leandro e Geovani Lamego. Omar é avô de 04 netos. 

Ele nasceu no dia 14 de Outubro de 1945. Com 03 anos mudou-se para São Paulo, retornando para Minas Gerais com 09 anos de idade. Nessa época Omar foi morar em Virgem da Lapa, aonde permaneceu até completar 15 anos de idade. Nos anos 60, juntamente com o seu cunhado foi tentar uma vida melhor na cidade de Teófilo Otoni. Com muita luta e determinação eles conseguiram entrar no ramo de gêneros alimentícios.
Após muitas dificuldades, como é em todo negocio no inicio, surgia em 1970 a empresa SIMÕES. 

Com apenas uma pequena loja e com a ajuda de 06 funcionários e principalmente de Deus, a empresa abriu novos horizontes chegando hoje a 06 lojas, sendo 04 em Teófilo Otoni e 02 em Itaobim. Omar Lamego relata que a intenção do grupo é abrir mais duas lojas no Vale do Jequitinhonha. Atualmente as Lojas Simões empregam 560 funcionários.
Omar também registra a perda do querido Sebastião Simões, e que Deus o tenha lá no céu. Na imagem acima o empresário recebendo o título das mãos de vereador Tibinha/PV.

JACKSON BRANT MURÇA 


O médico Jackson Brant Murça nasceu em Barrocão, distrito de Grão Mogol no ano de 1963. Nos anos 70 mudou-se para Capitão Enéias, onde cursou até a 8ª série. Em 1979 foi morar em Montes Claros. Terminou o ensino médio e prestou vestibular para 04 faculdades de medicina (Montes Claros, Barbacena, Pouso alegre e Teresópolis). Passou em todas, mas optou por estudar na Unimontes em Montes Claros. Formou-se em 1989, mas durante o período do curso foi professor de Química, matemática e Biologia. Trabalhou na Santa Casa de Montes Claros até o ano de 1991, atuando no ambulatório e nos serviços de obstetrícia e ginecologia.

Foi convidado pelo médico Dr. Wilson para trabalhar em Turmalina. Visitou a cidade (que até então ele não a conhecia), conheceu o hospital São Vicente de Turmalina e visitou os colegas médicos Silano e Messias. Jackson Brant Murça voltou para Montes Claros com a certeza de que Turmalina seria o seu destino. Ele chegou à cidade de forma definitiva em 13 de Maio de 1994. Ao lado dos médicos citados e com o apoio incondicional do Sr. Vicente Antunes de Oliveira ele aperfeiçoou-se em cirurgia geral, onde opera até os dias de hoje.

Jackson Brant Murça casou-se com Cynara Beatriz Malveira Brant em 1994. È pai de cinco filhos: Jéssica, Jackson, Matheus, Lara e Thiago. Com exceção da Jéssica, os outros 04 nasceram em Turmalina.

O médico Doutor Jackson especializou-se em Ultrassonografia e Obstetrícia Geral no RJ. É formado pela Escola de Ultrassom de Ribeirão Preto. Inúmeros turmalinenses nasceram das mãos deste médico que hoje é homenageado com esse titulo. Na imagem acima o médico recebendo o título das mãos do Presidente da Câmara, vereador Noraldino Gonçalves/DEM.

FRANCISCO PEREIRA LOURO 


Francisco Pereira Louro conhecido como Chico nasceu no Ceará em 04 de Outubro de 1950, filho de Antonio Louro Sobrinho e Zulmira Pereira da Silva. Sua história de vida é marcada, desde cedo, por diversas mudanças geográficas. Aos 10 anos de idade, o menino Chico viu a sua família se mudar para Acopiara no Ceará em busca de melhores condições de vida. Um ano depois, como as coisas não foram como se esperava, a família se mudou novamente. Desta vez para Iguatú, também no Ceará.

Mas, o destino daquela família era outro, e 03 anos depois eles partiram para uma outra cidade: Crato, que também é situada em terras cearenses. O tempo foi passando, e o jovem que também era conhecido como Tico estudou durante 03 anos em um seminário, mas terminou se mudando para a Escola Técnica de Comercio. Um belo dia o jovem Francisco Pereira Louro largou tudo para tentar uma vida diferente em São Paulo. Naquela época esse era o destino da maioria dos nordestinos.

Chico sequer imaginava, mas a sua história já estava escrita. O seu elo com Turmalina começou a ser construído em novembro de 1975. Entre um namoro e outro ele se esbarrou com Valdivina, com a qual se casou. 02 anos depois, já com o primogênito nos braços, “uma outra rota” foi traçada: desta vez o destino foi a cidade de Turmalina.

A família permaneceu alguns meses na cidade, mas retornou para o Ceará meses depois. A convite do seu sogro, o saudoso José Teixeira, Chico garantiu o seu retorno para Turmalina. Trabalhou em diversas áreas. Serviu marmitas para a Acesita, cozinhou para os funcionários da Suzano, até montar um barzinho e logo em seguida um restaurante. Cresceu, se destacou profissionalmente e é exemplo de dedicação e honestidade para os filhos.

Agora já são 38 anos de uma relação de amor com Turmalina e sua gente. Criou 05 filhos: Fábio, Fernando, Jacqueson, Edvan e Francisco Junior. Como diria o próprio Chico, “família média que a cada dia que passa, recebe um novo componente. Noras, netos e a parceria incondicional de uma esposa companheira”. A história do restaurante que leva o seu próprio nome se destaca pela qualidade do trabalho apresentado, pautado no amor, na honestidade, no respeito e na admiração por Turmalina e suas futuras gerações. Na imagem acima Chico recebendo o título das mãos do Presidente da Câmara, vereador Noraldino Gonçalves/DEM.

WENDERSON MARTINS DA SILVA 


Wenderson Martins da Silva nasceu em Conceição do Mato Dentro em 1966. Filho de Wesley José da Silva e Maria Gregório dos Santos Silva.

Sua infância foi muito difícil e pautada no trabalho, carregando lenha e esterco para venda. Desde os 07 anos de idade cuidava dos irmãos e ajudava os pais fabricando artesanalmente carrinhos de rolimã, patinetes e placas de jardins que eram vendidos no comércio.  

Diante das grandes dificuldades deus lhe abriu a sua 1ª porta. Wenderson foi chamado para trabalhar no Banco do Brasil de Conceição do Mato Dentro, onde atuou dos 15 aos 18 anos. Nesse período ele passou em um concurso da Minas Caixa, mas perdeu a única vaga que existia para a agência de sua cidade. Chamado pelo gerente da época, Wenderson foi obrigado a optar pela agencia de uma outra cidade. Como opção: Capelinha, Itamarandiba, Minas Novas e Turmalina.

Wenderson Martins não conhecia nenhuma das cidades que surgiram como opção. Por isso pediu um tempo de 24 horas para tomar a decisão. Ele conta que a noite sonhou que estava no córrego “bateiando” com o pai, quando de repente uma pedra de cor esverdeada apareceu no fundo da bateia. O senhor Wesley disse que não se tratava de ouro e sim de uma pedra muito rara chamada Turmalina.

O jovem nascido em Conceição do Mato Dentro sentiu a presença de Deus em seu sonho e optou pela cidade, que o destino havia lhe revelado. No dia 30 de Julho de 1984, Wenderson fincou suas raízes em solo turmalinense, permanecendo até os dias de hoje.

Casou-se com Hilda Lopes da Silva em 1991. Naquele mesmo ano se viu diante das dificuldades, quando a Minas Caixa foi liquidada pelo Banco Central do Brasil. Após esse período ele atuou como professor das Escolas Américo Antunes e São João Batista. Nessa época Wenderson foi aprovado em um concurso do BEMGE, sendo chamado para trabalhar em Chapada do Norte até o banco ser comprado pelo ITAU.

Wenderson é pai de dois filhos: Walysson e Wynara. Ele foi gerente do Posto Jóia do Vale e desde o ano de 2001 trabalha na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. È formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Lavras e pós graduado em Marketing pela Escola Aberta do Brasil.

Wenderson diz que Turmalina é uma terra abençoada por deus, que o fez Pastor Evangélico e pai em uma família maravilhosa. “Sinto-me honrado em pertencer a essa cidade”. Na imagem acima Wenderson recebendo o título das mãos do vereador Vicente Chevrolet/PMDB.


Na imagem acima dois ex-prefeitos que também escreveram os seus nomes na história de Turmalina, e compareceram na noite desta sexta-feira no evento organizado pela câmara. Da esquerda para a direita: Noraldino Gonçalves (Presidente da Câmara), Zailson Macedo Godinho (ex-prefeito), Amarildo Pinheiro (Assessor Parlamentar), Chico (homenageado da noite) e Messias Eustáquio Faria (ex-prefeito).

IMAGENS: JC VÍDEO